Saúde Animal

"SAÚDE ANIMAL: INOVANDO COM CARINHO E CONHECIMENTO PARA O BEM-ESTAR DO SEU ANIMAL".

Como escolher seu filhote

A escolha de um filhote dever ser planejada e bem orientada por um médico veterinário ou criador, a fim de evitar futuros problemas, pois todo filhote parece ser lindo e perfeito à primeira vista. Não se deixe levar pelo fato do filhote ser simplesmente engraçadinho.

Para a compra do cãozinho dê sempre a preferência a canis renomados, filiados a clubes especializados da raça.

Conheça o padrão oficial da raça antes, como por exemplo, tipo de mordedura, pelagem, pigmentação.

Normalmente, o filhote pode ser entregue à partir dos 45 dias de vida, já que nessa idade ele está desmamado, alimentando–se exclusivamente de ração, vacinado e vermifugado. O pedigree é um documento que atesta a origem, a partir de uma árvore genealógica, mas não necessariamente a qualidade do animal. Escolha bem o criador para que o seu cão, além de ter pedigree, esteja dentro dos padrões estabelecidos.

Desde os primeiros dias de vida, seguindo seus instintos, os filhotes desenvolvem um comportamento de matilha, obedecendo a uma hierarquia desde já.

O perfil de cada filhote pode ser notado pela sua atitude e comportamento. Cada proprietário necessita de um “tipo” ideal de filhote, baseando-se em características como atividade, disposição, finalidade, contato com outros animais, espaço físico, presença de crianças, etc.

Escolher macho ou fêmea é uma questão de preferência. As fêmeas passam pelo período de cio a cada 6-7 meses, esta fase vai exigir um pouco mais de cuidado do proprietário. Os machos também aprendem a utilizar um único local dentro da casa como banheiro.

Prefira os filhotes dispostos, desinibidos e dóceis, dentro da ninhada escolha um filhote conforme a sua necessidade ou perfil. Por exemplo se morar em apartamento escolha um filhote menos ativo, ja se for para um sitio pode dar preferência aos mais ativos. Esse é só mais um criterio de escolha, entretanto, confie no criador e peça a sua orientação pois ele tem experiência para indicar aquele que melhor atende ao seu perfil.

A condição corporal é determinante para o sucesso desta fase de adaptação do filhote, pois, nesta transição ocorre um stress metabólico intenso. Evite filhote obeso ou magro demais, dê preferência aos filhotes com aspecto “forte”.

Os olhos devem ser brilhantes e livres de corrimentos ou secreções. A pelagem é um “retrato” da saúde, deve ser brilhante e densa. As fezes deverão ser consistentes.

Um criador idôneo segue um programa de higiene rigoroso em seus cães e ambiente, utiliza ração Super Premium e na data da entrega disponibiliza a carteira de vacinação, calendário de vermifugação, protocolo de registro do filhote, cópia dos títulos dos pais ( se houver) e o laudo de displasia dos pais. (doença hereditária que acomete raças grandes).

Peça orientação ao criador perguntando quando levar o filhote ao veterinário. Este profissional deverá orientá-lo sobre a imunização, dieta, manejo e programa de crescimento.
 
Copyright © direitos reservados a Saúde Animal.
Produzido pela Uug E-Business