Guia de Raças Cães e Gatos

A origem dos Gatos

Como tudo começou

Apesar de todas as proibições, acredita-se que terá sido o povo Fenício a levar os gatos nas suas embarcações para a Europa, por volta de 900 a.C., mais precisamente para Itália.

Quando os romanos invadiram o Egipto, os gatos começaram a acompanhar os exércitos introduzindo-se assim por toda a Europa. Foi assim que chegaram à Inglaterra onde o príncipe de Gales promulgou várias leis de protecção a este pequeno animal. Uma das mais curiosas era a lei que determinava que a pena para quem matasse um gato era paga em trigo, da seguinte forma: o gato morto era segurado pela cauda na vertical, ficando com o focinho junto ao chão e era deitado trigo sobre ele até que a ponta da cauda ficasse coberta.

Os gatos foram, durante muito tempo, acolhidos pelos humanos como um excelente animal doméstico, apreciado pela sua beleza e habilidade em caçar roedores. Aliás essa sua habilidade foi muito usada no combate aos ratos, enquanto transmissores da Peste Bubônica.

Apesar disso, nem todos os tempos foram bons para os gatos. Durante a Idade Média surgiram vários cultos que eram considerados demoníacos e hereges. Como os gatos faziam parte desses cultos, passaram a ser vistos como seres ligados ao demónio e às bruxarias, principalmente os de cor preta. Qualquer pessoa que fosse que fosse vista a ajudar um gato arriscava-se a ser acusada de ser bruxa e a ser torturada e queimada viva.

Esta mentalidade custou a vida a centenas de milhares de gatos, que foram cruelmente perseguidos, capturados e queimados em fogueiras. Foi o período da história em que ocorreu o maior decréscimo na população de gatos.

Foi também desta onda de perseguição que nasceram as superstições relacionadas com gatos, que subsistiram até ao final do século XVIII, tal como a superstição de que passar por um gato preto dá azar. Felizmente este preconceito diminuiu e durante o século XIX os gatos recuperaram a sua aceitação no seio da população.

Atualmente o gato é o animal doméstico mais popular em todo o mundo, fazendo companhia à população de quase todas as culturas e continuando a ser utilizados pelos agricultores como um meio barato e altamente eficaz de controlar a população de determinados roedores.

A Origem dos Cães

Há muitos anos, podendo se dizer aproximadamente 15 mil anos atrás, a sobrevivência do homem era uma luta diária, em que a água e a comida formavam uma dupla de busca incessante, mas que era disputada com outros animais, desde os peçonhentos aos lobos. E estes, que eram ariscos, dificilmente eram rivais diretos dos homens, já que fugiam na hora em que eles se aproximavam, com exceção dos mais mansos, os quais ficavam por ali mesmo assim. E, então, começava uma “leve” origem dos cachorros.

A época em questão ainda não condiz com a origem dos cachorros que conhecemos e adotamos hoje, o domesticado, considerado o melhor amigo do homem, mas já dava indício a dois tipos de lobos: os selvagens e os que se adaptaram a viver perto das pessoas.

A evolução
Este comportamento fez com que eles criassem hábitos trazidos em sua evolução, como cuidarem da cria, serem brincalhões, aprenderem a latir para chamar a atenção do ser humano e perto deles foram se acostumando a ganhar comida, o que não deixou com que eles perdessem o instinto da caça, mas não tivessem de ser ferozes e brutais. Sendo assim, se afastaram do impulso de que tudo era visto como presa e começaram a tornarem-se amáveis com outros animais, como elefantes, chegando a criarem filhotes de leões, ursos ou até dos próprios lobos selvagens como se fossem deles.
Dias Atuais
O fato da origem dos cachorros ter uma forma domesticada de maneira natural não se limitou por aí, já que o homem passou a usar isto a seu favor. Mesmo sem a aptidão violenta dos ditos como selvagens, eles ainda eram ótimos na caça, então, passaram a fazer parte deste processo na busca pela comida dia a dia, o que explica muitas raças atualmente com esta característica marcante. Também eram ótimos cães de guarda, que vigiavam o território de ataques durante a noite.Com o passar dos tempos esta Era acabou e se iniciou a da criação de gado, deixando para trás os selvagens e trazendo na história esta espécie de lobo mais adestrado, que passou a cuidar dos rebanhos, onde, mais uma vez, hoje temos tipos de pets que são ótimos para esta finalidade.Enfim, os períodos foram passando, o mercado comercial surgiu e a mistura de raças apareceu, fazendo a origem dos cachorros propriamente dita.

Hoje, os peludos que temos são frutos de misturas de habilidades que o próprio homem fez, mesclando o lado caçador de um com a beleza do outro, o porte elegante da fêmea com a desenvoltura de guarda do macho e, domesticados, nos dias de hoje eles são os nossos fieis companheiros, que fazem parte de pelo menos 9 entre 10 famílias.

No Centro Veterinário Saúde Animal, atendemos a diversas especialidades como: Dermatologia, Oftalmologia, Anestesiologia, Anatomia Patológica. Estamos presentes na região do Morumbi desde 1988, sempre inovando em tecnologias e conhecimento. São 350m2 a serviço da saúde de seu pet. Em sede própria, contamos com Sala de Cirurgia, Uti, Recuperação, Internação, Sala de coleta de exames e Laboratório. Possuímos também Banho e Tosa Hotel, Pet Shop e amplo estacionamento interno. Além, do mais importante, atenção, vontade e desejo de melhorar a qualidade de vida dos nossos pacientes. Carinho e confiança, aliados a tecnologia e conhecimento são a nossa meta!lógica, Oncologia, Odontologia entre outras especialidades. Atendemos Animais Silvestres e Domésticos 

Scroll Up